Subscribe:

Vamos diminuir o preço dos Video-Games no Brasil


A indústria global de videogames já ultrapassou a indústria do cinema e da música.

Mas o Brasil representa apenas 0,5% da indústria de videogames.
Até o México, muito menor que o Brasil, já chegou aos 2%.

Por quê?

Por causa dos altos impostos que fazem consoles e jogos custarem até o triplo do que custam nos Estados Unidos.

A campanha CAMPANHA IMPOSTO JUSTO PARA VIDEO GAMES tem o objetivo de forçar a aprovação desta lei, através da pressão organizada dos brasileiros.

Clique aqui para votar e fazer parte desta campanha
Comentários
14 Comentários

14 comentaram:

dudu_m4rt1n5_ disse...

auhauhauahuaha

dudu_m4rt1n5_ disse...

tô dentro da campanha! Tem que fazer o quê? ^^

◄ André Felipe ► disse...

lol

Lucario disse...

Gente, o nº da lei lá parece que tá errado, é 300/07 a do Video Game... 300/10 é de protetor solar pra funcionário público.... FUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUU

Jun disse...

ah....

1° de abril??

esse site é usado pra roubar sua conta rg e talz?....


lol mano se nao é me explique pq ta erado o numero da lei e pq nao aparece um cadeado no canto da tela

Burner disse...

GOGO CAMPANHA!!!!!

Bia disse...

lol

April fool's day?

se não for escolheu um dia ruim para postar :V

leandro disse...

Ja to nesta campanha desde ontem, ja vi uns 4 blog com esta campanha, mas até agora a CJBRE nao fez nada, mas valeu magal, com voce eu nao me decepciono.

Mink disse...

Não é enganação não, o blog que fez essa campanha é o CJBR junto com alguns outros blogs, num conjunto a GAMERTAG!

Podem entrar sem problemas! Eu já tô!

Lord G disse...

Eu vo posta nu meu blog tbm...

vamos fazer uma super campanha? kkk

gostei da ideia... =D

Gaara disse...

Vai contar o número de games piratas vê se nós não ganha -b

Kenji-kun disse...

EU
QUERO
UM
PS3
BARATO
D:<

ѕаѕμ сяоѕѕ disse...

EU
QUERO
JOGOS
DE
PS3
BARATOS
D:<

Eduardo Marques disse...

E a nossa economia?